28 de fevereiro de 2010

PLAYBOY 35 ANOS (Estrelas): Maitê Proença

Estamos no último dia de fevereiro de 2010, e neste ano dos 35 anos de PLAYBOY no Brasil não poderíamos terminar o mês sem falar de um dos mais memoráveis ensaios da história de PLAYBOY. Há exatamente 23 anos, finalmente ia às bancas a edição com a esperada nudez de uma das mais belas atrizes brasileiras, símbolo de beleza, talento e carisma: Maitê Proença, que estava no auge de sua beleza. E foi sob as lentes de JR Duran que Maitê se despiu lindamente num ensaio que passou anos como recordista de vendas. Com roteiro e direção de arte que a própria Maitê participou, as imagens e as cenas sa deslumbrante nudez da estrela.

Gestos de inesquecível beleza.
Essa edição também se tornava histórica, porque pela primeira a revista vinha com um suplemento especial com 74 páginas que faziam toda a jornada na atriz até a chegada do ensaio do ano. Das festas, capas de revistas à participação política e a vida em família. Um breve registro da vida da estrela, com um texto escrito especialmente pela amiga Belisa Ribeiro.


"O aparecimento de Maitê Proença na cena artística brasileira foi acompanhado de uma unânime admiração nacional pela sua beleza, pela plástica perfeita desse rosto que todos aprendemos a admirar. Rosto que, pensava a própria Maitê, seria seu estigma, como se por ser bela não pudesse vir a ser também atriz de grande talento. Isso disseram dela até diretores que, por dever do ofício, deviam entender de talento. Mas talento se nasce com ele, rosto belo ou não. E Maitê já teve seu tempo, espaço e papéis suficientes para provar e se afirmar como uma grande estrela na constelação de primeira grandeza. E agora ela ocupa um lugar que é seu.

Essa edição especial é justamente uma celebração da trajetória de Maitê, da primeira novela, nos tempos da extinta TV Tupi, às telas de cinema, onde só este começo de ano ela está em cartaz com nada menos que três filmes. Uma celebração que tem seu ponto alto no ensaio fotográfico de JR Duran, com direção de arte de Carlos Grassetti e coordenação de produção da editora especial Dulce Pickergill. Afinal, Maitê assumiu sua grandeza para poder ousar em tão belas fotos. Guarde esta edição com carinho. A ascensão da estrela apenas começou!"
Carlos Costa
(ex-Diretor de PLAYBOY)



O ensaio é praticamente dividido em 3 efeitos visuais: parte em p&b, parte azulada e parte em cores fortes. Cenário praticamente inesistente, e poucas, mais marcante peças na composição deste cenário simples. A começar pelo carro antigo preto, clássico, um Nash 1949. Combinando com as pérolas e produção pretinho-básico-chic, com scarpim e luvas. Tudo muito clássico. Azulado ou preto & branco.

O outro ponto alto do ensaio, foi a comentada pedra de 2 toneladas que foi transportada de guindaste até a locação (galpão do Pão de Açúcar). O efeito e contraste do belo corpo nu de Maitê com essa enorme pedra bruta e fria, deu todo um tom poético ao ensaio. Um "detalhe" tão simples que fez toda a diferença no ensaio.

A outra parte do ensaio Maitê aparece de chapéu com visual masculino preto. Porém mais solta. É dessa parte do ensaio que saiu a foto do pôster, ou como ela preferiu dizer, da "foto desdobrável".

Esse ensaio foi um marco não só na vida de PLAYBOY, mas também colocou JR Duran e Dulce Pickergill em todas as manchetes (Duran foi capa de Veja) e no alto grupo dos grandes fotógrafos e profissionais da área. Ao trabalho de Dulce coube não só creditar o êxito de captar com Duran os desejos de Maitê sobre o imaginário das fotos, como a disposição de conseguir desde relíquias como um carro Nash 1949 até um guindaste para levantar a pedra de 2 toneladas, necessários no cenário como símbolo de um dos mais delicados momentos do ensaio.

Uma edição para guardar na estante e no coração.

12 comentários:

Marcos O. disse...

Com Bruna Lombardi e Lidia Brondi(as três com cadernos extras - coincidência?), Maitê faz a trinca de ensaios memoráveis.

Marcos O.

P.S.: Pra um quarteto, acrescento Claudia Liz.

Leandro M. disse...

Momentos especiais de PLAYBOY. Realmente, uma edição pra guardar na estante e no coração. Pena que meu encarte faltam páginas, o que me deixa bastante frustrado. Essas fotos de chapéu, por exemplo, nem rastro... Já a revista tenho novinha. Olhem a beleza desta capa...

Jan disse...

Realmente, edição maravilhosa!
Tenho a revista e o encarte! =D
Da outra edição de aniversário eu tenho 2, inclusive uma ainda no plástico. Sempre fui fã da Mayte Proença.

Alexandre disse...

Ensaio simples e espetacular. Eu nem era nascido quando a revista saiu, mas minha mãe disse que na época deu maior burburinho. Consegui ela intacta, com encarte e tudo mais em um sebo por 4,00 há 2 anos. Rá!
E além da Bruna Lombardi e da Lídia Brondi também teve Cristiana Oliveira em encarte à parte da revista. =D

Escorpiana disse...

Essa capa ta um escândalo! E aquela foto dela com o cabelo cobrindo o rosto?? a-mei!

Escorpiana, Again! disse...

Ai leandrooooooo... vi o post das peso-pena! Que preconceito com as magrinhas... eu sou magrinha, 1.74/54kg... buááááá!

Vale a pena lembrar da Carmita Medeiros, magéééérrima e chiquérrima!

André Porto disse...

Marcos, realmente é uma trinca de luxo essas 3 estrelas/ensaios.

Esse de Maitê pra mim é uma obra de arte. E Maitê nunca esteve tão bela. Olha essas fotos azuladas, vê o sorriso, o cabelo, o charme dela mesmo estando nua. Incrível.

O mês de Bruna Lombardi foi março, portanto.... aguarde!

berna beat disse...

eu tinha dez anos... imagina... quase morri

Alípio disse...

Acho esse ensaio simples demais, não sou tão fã assim. Já o de 96... ah o de 96!!!!!

Kelvelyn disse...

Otimo post e é engraçado até gosto desse primeiro ensaio da Maitê uma pena eu não ter a edição mas to com o Alípio aquele ensaio de 96(essa sim eu tenho) é d+ de uma beleza de uma poesia.

Leandro M. disse...

Escorpiana, eu AMO as magrinhas. Releia o post pra constatar que não há preconceito algum. E, olha, também sou magro. Tenho 4 centímetros a menos que você e o mesmo peso.

Poderia ter algo contra magrinhas? Jamais. hahaha

Voltando... Maitê, ah, Maitê...

Adilson Oliveira disse...

Simplesmente o melhor ensaio da PLAYBOY! Espetacular!